Tradicionalmente, no primeiro dia de lua cheia e no primeiro de lua nova, o praticante não realiza a sequência de posturas, dias de descanso, favoráveis a leituras e estudo da filosofia. Percebemos que todo praticante da linhagem está conectado com esse ciclo da natureza e reconhece a importância de honrar esses ritmos naturais.

 

Tanto o sol quanto a lua exercem efeitos gravitacionais no planeta terra ao longo do dia, do mês e do ano, com forte influência nas marés,  no nosso corpo e na mente. Percebemos a agitação provocada pela lua cheia, força de prana que é energia expansiva, nos sentimos mais agitados e menos concentrados; e a quietude na lua nova, força de apana que é de limpeza, contração, nos sentimos mais tranquilos e mais concentrados. 

 

Pattabhi Jois dizia que são dias mais propícios à lesão. Ele fechava o shala nesses dias e se dedicava às preparações dos rituais védicos, costume que se mantém até os dias atuais pela família Jois e por muitos professores.

CalLunar.jpg